“Não se julgue, dentro da vida, como alguém que nunca prestará contas dos atos mais íntimos.
Tudo o que praticamos, Dirceu, permanece gravado no livro da consciência. O bem é a sementeira da luz, portadora de colheitas sublimes de alegria e paz, enquanto que o mal nos enegrece o espírito, como tinta escura que mancha os alvos cadernos escolares."

Mensagem do pequeno morto — Carlos por Neio Lúcio

sexta-feira, 29 de julho de 2016

PARÁBOLA DO TRIGO E DO JOIO



"Certo homem semeou boa semente de trigo no seu campo.
Porém, à noite, enquanto dormia, veio o inimigo e semeou joio no meio da plantação.
Quando o trigo cresceu, o joio também cresceu.
Os empregados foram contar ao patrão e se ofereceram para arrancar o joio e deixar somente o trigo.
Mas o dono disse: "Não façam isso. Se vocês arrancarem o joio, podem acabar arrancando algum trigo também; deixem que cresçam juntos até à época da colheita. Assim foi feito colheram, primeiro o joio e o queimaram, o trigo foi recolhido ao celeiro". 

Jesus foi quem que semeou a boa semente visando o progresso da humanidade. O Campo simboliza o mundo.O trigo, as almas boas, e o joio , as más que nos testam, tentando atrapalhar nosso crescimento espiritual. A colheita significa o final dos tempos. Cada um de nós age conforme o livre arbítrio, segundo nosso desejo nos tornando bons ou maus. O joio simboliza a criatura má, que em nada crê, que por orgulho e egoísmo não se modifica.Baseado nessa imagem, Jesus desaconselha a destruição, ao contrário, nos convida a transformação de senti-mentos inferiores em virtudes. É preciso esperar que a evolução se faça.
O homem mau, ainda que resista, pode, um dia, tornar-se bom.


BIBLIOGRAFIA:
SCHUTEL, Cairbar - Parábolas e ensinos de Jesus.
Novo Testamento - Mateus: cap. 13, 24-30 e 13 36 a 43.
Godoy, Paulo Alves – As maravilhosas parábolas de Jesus.
Mallet, Marina – Um sentido para sua vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário