“Não se julgue, dentro da vida, como alguém que nunca prestará contas dos atos mais íntimos.
Tudo o que praticamos, Dirceu, permanece gravado no livro da consciência. O bem é a sementeira da luz, portadora de colheitas sublimes de alegria e paz, enquanto que o mal nos enegrece o espírito, como tinta escura que mancha os alvos cadernos escolares."

Mensagem do pequeno morto — Carlos por Neio Lúcio

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra!”



Segundo Geraldo Lemos Neto nas revelações de Chico Xavier sobre o Ano Limite do Velho Mundo, Chico também revelou sobre outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior de que após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não, mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data, equivaleria a um valioso premio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e a concordância fraternal entre povos e nações.

Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, encaminhados forçosamente á reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas as pérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estagio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores.

“Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra!”

Muitos deles já estão entre-nos, á medida que forem chegando à juventude e a madureza, contudo, assumirão cada vez mais o relevante papel para o qual foram chamados na sociedade terrestre, o que imprimirá vigorosa transformação no ambiente conturbado que ainda nos envolve o cotidiano.

Fonte: Livro: Não Será em 2012 (Marlene Nobre e Geraldo Lemos Neto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário